No quadro do Projeto “Satisfação dos utentes dos serviços e cuidados de saúde em Cabo Verde”, executado pelo Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) e a Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS), em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro de Estudos e Investigação em Saúde da Universidade de Coimbra (CEISUC), será realizado um estudo nacional para avaliar o grau de satisfação dos utentes relativamente aos serviços e cuidados de saúde prestados no país.

Considerando que os cuidados de saúde compreendem aspetos fundamentais para o desenvolvimento económico e social de um país ou região, estudar o grau de satisfação dos utentes dos serviços e cuidados de saúde é uma temática atual e de extrema relevância para o desenvolvimento económico e sustentável do país. Neste quadro, o estudo detalhado tem o objetivo de produzir conhecimentos e evidências científicas credíveis sobre o grau de satisfação dos utentes, por forma a permitir que o Sistema Nacional de Saúde (SNS) possa identificar e desenvolver políticas de melhoria dos serviços e cuidados de saúde adequadas à realidade nacional.

A realização da pesquisa permitirá conhecer a perceção dos utentes em relação aos serviços e cuidados de saúde prestados nas diferentes estruturas de saúde, bem como analisar e descrever o nível de satisfação dos utentes no que respeita aos seguintes aspetos:

  • cuidados dos profissionais de saúde;
  • relações interpessoais e de comunicação;
  • fornecimento de informações e apoio;
  • seguimento e cooperação durante a terapêutica;
  • organização dos serviços nos estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde.

O estudo também permitirá identificar o perfil dos utilizadores e determinar a relação existente entre o grau de satisfação dos utentes com a perceção sobre a qualidade dos serviços e cuidados prestados.

A pesquisa tem abrangência nacional e será aplicada nas estruturas de saúde públicas e privadas de Cabo Verde, abarcando os três níveis de cuidados de saúde: primário, secundário e terciário, incluindo centros de saúde, delegacias de saúde, hospitais centrais e regionais, farmácias públicas e privadas e demais estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde privados.