A Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) participou, no dia 15 de dezembro de 2021, na Jornada de encerramento do Projeto PERVEMACII, realizada no âmbito do Programa de Cooperação INTERREG Espanha-Portugal MAC 2014-2020.

Com o objetivo de apresentar os principais resultados obtidos em cada um dos objetivos específicos que integraram o projeto, que visou promover a segurança sanitária dos alimentos e uma agricultura mais responsável nos arquipélagos da Região Macaronésia, de forma a garantir a segurança e saúde dos agricultores e consumidores, bem como minimizar o risco de contaminação ambiental, a apresentação foi feita nas modalidades presenciais e online e dividiu-se em três (3) sessões.

A primeira sessão teve como objetivo a apresentação do projeto em si e as metas alcançadas, tendo sido apresentados os resultados dos estudos sobre os resíduos de pesticidas em frutas e vegetais nas Ilhas Canárias e Cabo Verde, os resíduos de pesticidas em cereais e vinhos das Ilhas Canárias e Cabo Verde, os resultados dos estudos sobre metais pesados ​​em cereais nas Ilhas Canárias, Açores, Madeira e Cabo Verde, os resultados dos estudos sobre as micotoxinas em cereais, frutas, vegetais e vinhos em Ilhas Canárias e Cabo Verde e ainda, os resultados dos estudos sobre os resíduos de pesticidas e micotoxinas em cereais, frutas, vegetais e vinhos na Madeira e nos Açores.

Já na segunda sessão foi apresentado o objetivo especifico 2, ou seja, a transferência de experiências e conhecimentos, sensibilizando o uso de produtos fitossanitários entre técnicos e produtores rurais da região Macaronésia. Também foram apresentadas as ações de formação agrícola ministradas aos técnicos e agricultores da região da Macaronésia.

A terceira sessão ficou para o objetivo 3, no que concerne ao levantamento de dados sobre os hábitos alimentares, avaliação de risco por ingestão e promoção de uma dieta saudável. Neste quadro, foram apresentados os resultados do inquérito nutricional realizado na ilha de Santiago (Cabo Verde) e nos Açores. Ainda durante a terceira sessão foi apresentado o Guia de Boas Práticas para a produção e conservação da camoca (farinha de milho torrado)

Para finalizar, houve a partilha de experiências na promoção de uma alimentação saudável baseado no consumo de vegetais frescos na região da Macaronésia.

A ERIS, enquanto coordenadora nacional do projeto, participou na jornada, com a presença da Administradora Executiva da ERIS responsável pelo pelouro do setor alimentar, Patrícia Miranda Alfama, e do Diretor da Direção da Regulação Alimentar (DRA), Edson Santos.

Refira-se que o projeto PERVEMAC II vem na sequência do projeto PERVEMAC e é um projeto de cooperação em investigação e desenvolvimento, realizado no âmbito da agricultura e segurança alimentar para estudar o impacto na saúde dos consumidores da presença de pesticidas, micotoxinas e metais pesados nos produtos vegetais consumidos no território geográfico da Macaronésia.

Siga-nos