Notícias

Conselhos sobre o COVID-19

 

 

2020 03 16 ERIS

Os coronavírus (CoV) são uma grande família de vírus que causam doenças que variam do resfriado comum a doenças mais graves, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV).

Os coronavírus são zoonóticos, ou seja, são transmitidos entre animais e pessoas, e os sintomas mais comuns da infeção incluem: febre, tosse e dificuldades respiratórias. Em casos mais graves, a infeção pode causar pneumonia, síndrome respiratória aguda grave, insuficiência renal e até a morte.

Com início da propagação a dezembro de 2019, em 11 de fevereiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) atribuiu o nome COVID-19 para a doença causada pelo novo coronavírus. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou que o surto do COVID-19 atingiu o nível de pandemia, ampliando a emergência mundial para o combate à doença.

Desde o seu surgimento, a resposta internacional ao COVID-19 esteve focada em evitar uma pandemia, e apesar dos esforços de contenção, a OMS indica que a expectativa é de que nos próximos tempos o número de infetados e de mortos continue a aumentar. A comunidade global deve permanecer vigilante, de modo que, governos e autoridades de saúde de todo o mundo devem continuar a enfrentar a pandemia, como parte de uma crise em rápida evolução.

Em Cabo Verde, o Plano Nacional de Contingência Nacional para a Prevenção e Controlo do COVID-19 foi apresentado publicamente a 10 de março e visa, sobretudo, sistematizar todas as ações e procedimentos em curso no país e a serem implementadas, desde o nível central até às unidades descentralizadas de prestação de cuidados de saúde, abrangendo a participação de todos os setores importantes neste processo, e através de uma abordagem multissectorial e pluridisciplinar.

A resposta internacional ao COVID-19 também tem se pautado na prestação de informações e recomendações ao público como forma de promover a prevenção da doença, assim como, evitar o pânico.

 

As principais recomendações para impedir a propagação da infeção incluem:

 

  • Lavar regularmente as mãos: Lave as mãos regularmente e cuidadosamente com água e sabão ou use álcool nas mãos, isso manterá as mãos limpas, anulando vírus que podem estar nas suas mãos.

  • Manter o distanciamento social: Mantenha pelo menos 1 metro de distância entre qualquer pessoa que esteja tossindo ou espirrando, pois quando alguém tosse ou espirra, pulveriza pequenas gotas líquidas do nariz ou da boca, que podem conter vírus, e em caso de proximidade, poderá respirar as gotículas.

  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca: As mãos tocam muitas superfícies e podem ficar contaminadas, uma vez contaminadas, as mãos podem transferir o vírus para os olhos, nariz ou boca. A partir daí, o vírus pode entrar no corpo e deixá-lo doente.

  • Praticar a etiqueta respiratória: Certifique-se de seguir uma boa higiene respiratória, ou seja, quando tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz com o cotovelo ou um lenço. Descarte o lenço usado imediatamente após o uso.

  • Manter-se informado e seguir as recomendações do seu médico: Mantenha-se informado sobre os últimos desenvolvimentos sobre o COVID-19. Siga as recomendações do seu médico, das autoridades nacional e local de saúde pública sobre como proteger a si e aos outros do COVID-19.

  • Em caso de sintomas, procurar atendimento médico: Se não se sentir bem, fique em casa. Se sentir febre, tosse e dificuldades em respirar, procure atendimento médico e ligue, logo que possível, para a autoridade sanitária local e siga as instruções. Em Cabo Verde, o número de contacto é: 800 11 12.

  • Caso tenha visitado recentemente (há 14 dias) áreas de risco: Se não se sentir bem, fique em casa até se recuperar, mesmo que apresente sintomas leves, como dor de cabeça e corrimento nasal leve. Evite o contacto com outras pessoas e a visita às instalações médicas, isso permitirá que essas instalações funcionem com mais eficiência e ajudará a proteger a si e outras pessoas contra o COVID-19 e outros vírus.

 

Se sentir febre, tosse e dificuldade em respirar, procure orientação médica imediatamente, pois isso pode ocorrer devido a uma infeção respiratória ou outra condição séria. Ligue, logo que possível, para a autoridade sanitária local e informe de qualquer viagem recente ou de contacto com outros viajantes. Em Cabo Verde, o número de contacto é: 800 11 12.

Ademais, fique atento às informações e conselhos mais recentes sobre o surto de COVID-19, cuide da sua saúde e proteja-se a si e aos outros, através das:

Fique atento!

Copyright © 2020 ERIS - Entidade Reguladora Independente da Saúde. Todos os direitos reservados.
Joomla! software livre. Licença GNU GPL.